• Post author:
  • Post category:Dicas

Ultrapassagens, saltos, chuva e muita lama elevaram o nível da competição

Aventuras, desafios e muita lama tiveram presença marcada na 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross. O evento ocorreu em Fagundes Varela, importante cidade do Rio Grande do Sul e palco para um dos maiores espetáculos para os amantes das duas rodas.

Com participação de algumas das principais categorias do motocross, a disputa elevou o nível de adrenalina, colocando os pilotos em condições adversas para a realização da prova.

As nove classes disputaram o primeiro lugar e o coração do público em três dias de competição acirrada e repleta de ultrapassagens. Saiba tudo o que rolou na etapa que abriu o mês de outubro e descubra os principais vencedores da competição.

Programação: o que rolou nos 3 dias de competição

campeonato brasileiro de motocross

A 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross aconteceu nos três primeiros dias de outubro. Na sexta-feira (01) todas as classes passaram por vistorias, incluindo equipamentos, motos e itens de segurança.

Essa etapa é fundamental para garantir que as equipes, incluindo motos e pilotos, estejam aptos para a prática, sem causar riscos aos demais competidores.

Porém, a chuva resolveu participar do evento e deixou sua contribuição para tornar a pista ainda mais complexa. Apesar da trégua no sábado, logo no segundo dia de prova, as condições já eram mais difíceis, desafiando os pilotos a cada curva.

Já no terceiro e último dia de competição, a chuva voltou a marcar presença, tornando a pista muito pesada, exigindo ainda mais habilidades dos competidores.

Devido às condições desfavoráveis, os pilotos optaram por não realizar os treinos livres programados para acontecerem momentos antes das provas oficiais no domingo.

Adrenalina pura

Com uma pista repleta de curvas, desníveis e surpresas, Fagundes Varela surpreendeu a todos os participantes com uma estrutura de primeira, ideal para a realização de uma prova tão importante para o motocross brasileiro.

Seguindo todos os protocolos de saúde, as arquibancadas contaram com a ilustre presença do público. A vibração tomou conta dos competidores, que ousaram em manobras e saltos espetaculares para garantir emoção do começo ao fim da etapa.

A chuva trouxe mais desafios para os pilotos, mas também foi responsável por amenizar o clima, deixando a temperatura mais agradável durante os três dias de competição.

As nove categorias do motocross disputaram a liderança nos dois dias de provas, levando o público ao delírio com saltos, ultrapassagens e manobras cheias de estilo.

Campeões da 3ª etapa do BRMX

Apesar das dificuldades, a 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross foi de arrepiar e consagrou importantes nomes do esporte. Confira os campeões dentre as principais categorias da competição:

MX1

1 – Fabio Aparecido dos Santos: 47 pontos

2 – Hector Freitas Assunção: 41 pontos

3 – Carlos Campano Jimenez: 40 pontos

4 – Jetro Salazar: 37 pontos

5 – Anthony Rodrigues dos Santos: 36 pontos

MX2

1- Lucas Moraes Dunka: 50 pontos

2 – Pedro Bueno: 40 pontos

3 – German Bratschi Talmom: 38 pontos

4 – Frederico Molina Spagnol: 34 pontos

5 – Gabriel Bohrer Andrigo: 32 pontos

MX3

1 – Roosevelt Assunção

2 – Rafael Fonseca

3 – Lucas Basso

4 – Marcus Vinicios Ribeiro

5 – Rodrigo Taborda

MX4

1 – Markolf Erasmus Berchtold

2 – Willian Aparecido Alves Guimarães

3 – Emerson Martins Batista

4 – Alex Cavalca

5 – Cristiano Lopes

Pista molhada, motos mais pesadas e curvas desafiadoras não foram suficientes para impedir que os competidores chegassem à primeira colocação da prova.

Já nas categorias de base, os pilotos deram um show ao demonstrarem habilidades para enfrentar as condições adversas da pista, adquirindo ainda mais experiência para o futuro.

A próxima etapa está marcada para ocorrer no formato de rodada dupla, nos dias 19, 20 e 21 de novembro, em Atibaia, São Paulo.

A 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross marca uma importante fase do esporte. É a oportunidade de os pilotos demonstrarem suas capacidades e elevarem o nível da competição, principalmente em condições desafiadoras e em uma pista repleta de surpresas.